Igreja Episcopal Anglicana do Brasil Elege a Primeira Bispa para Câmara Episcopal

O dia 20 de janeiro de 2018 ficará marcado na história da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil como o Dia da Eleição da Primeira Bispa. O fato ocorreu na segunda sessão do Concílio da Diocese Anglicana da Amazônia (DAA), o qual elegeu no primeiro escrutínio a Reverenda Cônega Marinez R. Santos Bassotto. O processo de eleição na Igreja Episcopal ocorre com participação de delegações paroquiais do laicato e também do clero residente, possibilitando a escolha de pessoas cujo perfil venha agradar às pessoas que serão pastoreadas pela bispa(o).

O Bispo João Câncio Peixoto fez o pronunciamento após a confirmação dos votos entre as duas pessoas candidatas: Reverenda Cônega Marinez (Diocese Meridional) e o Reverendíssimo Deão Sílvio Freitas (Diocese Sul Ocidental).

A Bispa Eleita Marinez Bassotto é gaúcha, casada com o Sr. Paulo Bassotto e mãe de duas filhas, Luísa e Laura. Atualmente é Pároca da Paróquia São Paulo/Diocese Meridional, atual Custódia do Livro de Oração Comum, membro da Comissão Nacional de Diaconia (CND) e Coordenadora do Grupo Executivo para CONFELIDER 2018. A Reverenda Marinez foi deã por vários mandatos da Catedral Nacional da Santíssima Trindade, em Porto Alegre/RS.

A Câmara Episcopal é composta pelos bispos diocesanos e pelos bispos coadjutores, no pleno exercício de seu ministério, e pelos bispos aposentados, sem direito de voto. Atualmente a Câmara é formada por 15 bispos homens, entre pessoas da ativa e aposentados.

O Bispo Primaz, Dom Francisco de Assis da Silva, que encontra-se em viagem pela África, declarou à Secretaria-Geral que “Certamente vivemos um momento especial de nossa Província com a eleição de nossa primeira bispa. Uma brisa que vem soprar sobre a Igreja e que certamente representa novos tempos e novo jeito de exercício deste ministério tão especial. A Diocese da Amazônia e a IEAB dão um passo decisivo na direção da equidade de gênero e por isso estamos muito felizes. Desde Gana, elevo minhas orações pela nossa Província e pela bispa eleita Marinez e sua família. Agradeço ao Bispo João Peixoto pela direção abençoada desta sessão conciliar histórica”.

A Diocese Anglicana da Amazônia é uma unidade eclesiástica da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil que abrange os estados do Pará, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre. Sua sé episcopal está na Catedral Anglicana de Santa Maria, localizada na Av. Serzedelo Corrêa, 514, Batista Campos, na cidade de Belém, no estado do Pará. Foi criada em 29 de julho de 2006, no 30º Sínodo Geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, realizado no período de 26 a 30 de julho de 2006, em Curitiba. No dia 15 de outubro de 2006, a Diocese Anglicana da Amazônia foi instalada solenemente, com a consagração da Catedral de Santa Maria e com a investidura e instalação de seu primeiro bispo Dom Saulo Maurício de Barros. Em 2017, Dom Saulo Barros anunciou sua resignação, que abriu o processo eleitoral para a escolha de um (a) novo (a) pastor (a).

A eleição de uma mulher para o episcopado ocorre mais de três décadas depois da primeira ordenação feminina, realizada em 1985. Desde então, a IEAB tem acolhido diversos eventos para marcar e reforçar a importância do papel da mulher nos espaços de lideranças.

O ministério ordenado feminino é uma das marcas de muitas Igrejas que fazem parte da Comunhão Anglicana. A reverenda Carmen Etel foi a primeira mulher a ser ordenada pela IEAB e sempre esteve a frente nas campanhas e no apoio de outras mulheres nos espaços eclesiásticos. Em 2015, a Reverenda Carmen concedeu uma entrevista ao Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) no qual reforçava o ministério feminino ordenado dentro e fora da IEAB.

Durante os 125 Anos da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil e por ocasião do lançamento da Edição do Livro de Oração Comum que contemplava a linguagem de gênero igualitária (incluindo o Ordinal de Sagração Episcopal), atendendo ao convite do Bispo Primaz do Brasil, esteve presente a então Bispa Presidente Katharine Jeffers Schori da Igreja Episcopal (EUA), a primeira mulher eleita ao cargo de Primaz na Comunhão Anglicana.

Publicado em 20/01/2018 no site do Serviço de Notícias da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.