Encontro de Primazes da Comunhão Anglicana 2017

Semana que vem os Primazes da Comunhão Anglicana (02-06 de outubro) estarão reunidos para compartilharem seus ministérios, rezarem juntos e discutirem importantes assuntos que estão na pauta da Igreja. Entre os muitos assuntos, especial atenção será dada à questão do meio ambiente e ao tráfico de pessoas.

A reunião convocada pelo Arcebispo de Cantuária é também uma oportunidade de receber o relatório da Comissão Especial nomeada na última reunião de janeiro de 2016 quando os Primazes decidiram reafirmar o seu compromisso de caminharem juntos e em comunhão apesar das diferenças de perspectivas com relação à sexualidade humana. A proximidade da próxima Conferencia de Lambeth, marcada para 2020, deve também, ocupar lugar importante na agenda.

O Encontro será precedido de um retiro e durante todo o encontro será vivenciada uma profunda espiritualidade de serviço de uns pelos outros e de renovação do compromisso do ministério primacial em favor de todo o Corpo de Cristo. Este foi um grande ponto de destaque da última reunião.

Nesta reunião teremos 17 novos Primazes e isto também será uma rica oportunidade de se conhecer novos rostos e novas perspectivas que vem enriquecer a diversidade da Comunhão. Também será a primeira vez que a nova Província do Sudão do Sul.

Como nas demais reuniões dos Primazes após Lambeth 1998 e, especialmente na última em janeiro de 2016, o assunto sobre sexualidade humana deverá ser de alguma forma abordado. A decisão recente da Igreja da Escócia com relação ao casamento de pessoas de mesmo sexo pode trazer à baila alguns conflitos que precisam ser enfrentados com muita paciência e real desejo de continuar-se o caminho de escuta sincera e respeitosa. A decisão de impor consequências às Províncias dos Estados Unidos e Canadá causou muito desconforto dentro da Comunhão.

Conclamo nossa IEAB a se colocar em oração pela reunião dos Primazes e que ela seja ocasião para fortalecer os laços de afeição entre nossas diferentes culturas, teologias e compreensões distintas com relação a tantos temas. Que prevaleça ao final o chamado de Cristo para que sirvamos ao mundo e escutemos suas necessidades pastorais. Que o conforto e sabedoria divinas se espalhem para toda a Igreja. O mundo precisa de paz, de justiça e de respeito. Devemos ser agentes dessa transformação tão necessária para a vida do Planeta.

Francisco de Assis da Silva

Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Diocesano em Santa Maria

Publicado em 30/09/2017 pelo Serviço de Notícias da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.