Arcebispo Justin Welby une-se a novo conselho consultivo da ONU de mediação

Arcebispo de Cantuária Justin Welby

O Arcebispo de Cantuária Justin Welby uniu-se a outros 17 líderes globais e especialistas em um novo Conselho Consultivo de Alto Nível das Nações Unidas de Mediação. O conselho foi estabelecido por António Guterres, a nove meses de seu mandato como Secretário-Geral da ONU. Isto faz parte de um “aumento na diplomacia para a paz” clamado por Guterres. O novo conselho “une uma gama sem paralelos de experiência, habilidades, conhecimento e contatos”, informou a ONU, e “fornecerá ao secretário-geral recomendações sobre iniciativas de mediação e apoiará esforços específicos de mediação por todo o mundo”.

Guterres quer fortalecer o trabalho da ONU na prevenção de conflitos e mediação, e o novo espera-se que o novo conselho permita que a ONU “trabalhe mais eficientemente com organizações regionais, organizações não-governamentais e outros envolvidos na mediação ao redor do mundo”, informou a ONU.

O Arcebispo Justin Welby disse estar “honrado” em unir-se ao novo conselho e estava “orando pela contribuição à paz global e reconciliação”.

Outros membros do Conselho Consultivo de Alto Nível de Mediação são a Presidente chilena Michelle Bachelet; o advogado cingalês Radhika Coomaraswamy; o Laureado com o Prêmio Nobel da Paz de 2011 Leymah Gbowee, da Libéria; ex-diplomata francês Jean-Marie Guéhenno; ex-presidente da Finlândia Tarja Halonen; o neozelandês David Harland, diretor executivo do Centro para o Diálogo Humanitário com sede na Suíça; Noeleen Heyzer, curadora da Universidade Nacional de Cingapura; o ex-Primeiro Ministro da Jordânia, Nasser Judeh; o ex-Ministro de Relações Exteriores da Algéria, Ramtane Lamamra; o primeiro Ministro da Educação de Moçambique, Graça Machel; Asha-Rose Migiro, Alto Comissária da Tanzânia ao Reino Unido; ex-Ministro das Relações Exteriores da Indonésia, Raden Mohammad Marty Muliana Natalegawa; ex-Presidente da Nigéria Olusegun Obasanjo; ex-Presidente do Quirguistão Roza Otunbayeva; ex-Primeira Ministra do Haiti Minister Michèle Pierre-Louis; ex-Primeiro Ministro do Timor-Leste José Manuel Ramos-Horta; e o ex-Ministro das Relações Exteriores da Guatemala Gert Rosenthal.

Publicado em 18/09/2017 no site Anglican Communion News Service.