Necrológio do Rev. Oswaldo Kickhofel: Discrição, Concentração, Organização

A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) está profundamente e respeitosamente silenciosa diante da noticia da páscoa de nosso irmão Reverendo Oswaldo Kickhofel.

Sua grande vocação foi dedicar-se a duas áreas essenciais da vida da Igreja: comunicação e memória. Foi um grande servidor a Igreja Provincial, por 19 anos foi editor do Estandarte Cristão, e de 1990 a 2003 serviu e desenvolveu o Projeto Memória, recuperando o Arquivo Nacional e produzindo vários livros, tendo sido a sua principal obra “Notas da História da IEAB”, publicada em 1996. De uma capacidade meticulosa de buscar dados, relatos e documentos, o Reverendo contribuiu e muito para manter vivo e preservado o acervo histórico da IEAB. Reverendo Oswaldo Kickchofel, nascido em 7 de julho de 1934 no interior do município de Pelotas/RS, frequentou a escola primária e a escola dominical da Paróquia do Amor Divino. Em 1954 começou a trabalhar na igreja como leitor leigo e professor rural na Capela da Páscoa, também interior de Pelotas. Após concluir o ensino ginasial, em 1961, ingressou no Seminário Teológico, em 1964 foi ordenado Diácono e ordenado Presbítero em 1965. Foi pároco de diversas comunidades, além de ocupar diversas funções dentro da Diocese Meridional.

Também foi Diretor do Departamento de Comunicação da Província, Presidente do Conselho Diretor do FAPIEB, Estatístico e Arquivista provincial e Diretor do Estandarte Cristão por 18 anos, além de autor de diversos livros que contam a história da IEAB, inclusive de algumas Paróquias centenárias. Uma de suas últimas obras foi escrever a história da Paróquia da Ascensão. Sua última contribuição à Província, já como aposentado, foi ajudar o Projeto de memória Digital do Estandarte Cristão, levado a efeito em 2008-2009 e que produziu os arquivos digitais dos primeiros vinte anos do centenário Jornal da IEAB.

Uma de suas características mais marcantes era senso de organização. O Arquivo Nacional, que ele organizou com tanto esmero foi uma demonstração desse traço de seu caráter. Era uma pessoa bem reservada, contida, mas quando o assunto era memórias e histórias, soltava o verbo e os olhos brilhavam. Ele faz parte de um grupo de pessoas que apesar de não ser numeroso, nos ajudam a conservar a riqueza da tradição oral e documental de nossa história.

De seu casamento com Elizabeth, sua primeira companheira, ficam três filhos: Gustavo, Alexandre e Eduardo. Deixa também uma neta, Betina.

Em nome de nossa Província e de tantas pessoas que o admiravam estendo à família e aos amigos nossos mais sinceros sentimentos e oro para que ele esteja comungando da presença de Deus e de tantos santos e santas da Igreja triunfante.

Francisco de Assis da Silva

Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Diocesano em Santa Maria

Publicado em 06/07/2017 pelo Serviço de Notícias da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.