Aniversário da Reforma: Declaração dos Arcebispos de Cantuária e de York

Arcebispo de Cantuária Justin Welby e Arcebispo de York Dr. John Sentamu

Antes da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 2017, que teve início em 18 de janeiro no hemisfério norte, o Arcebispo de Cantuária e o de York publicaram uma declaração conjunta sobre o 500º aniversário da reforma protestante.

O Arcebispo Justin Welby e o Arcebispo Dr. John Sentamu disseram:

“Neste ano, as igrejas ao redor do mundo celebrarão a grande importância do 500º aniversário do início da Reforma na Europa, datada pelas 95 Teses de Martinho Lutero protestando contra a prática de indulgências, em 31 de outubro de 1517 em Wittenberg. A Igreja da Inglaterra participará de várias maneiras, inclusive partilhando de eventos com igrejas protestantes companheiras da Europa continental.

A Reforma foi tanto um processo de renovação e divisão entre cristãos na Europa. Neste ano de aniversário da Reforma, muitos cristãos vão querer agradecer pelas muitas bênçãos que estes receberam pela qual a Reforma contribuiu diretamente. Dentre muitas coisas isto inclui a clara proclamação do Evangelho da graça, a disponibilidade da Bíblia em todas as suas línguas e o reconhecimento do chamado dos leigos a servirem a Deus no mundo e na igreja.

Muitos também lembrarão do dano duradouro ocorrido cinco séculos atrás para a unidade da Igreja, desafiando o claro mandamento de Jesus Cristo de unidade no amor. Estes anos turbulentos viram cristãos em conflito uns com os outros, de tal maneira que muitos sofreram perseguições e até mesmo a morte nas mãos de outros que clamavam conhecer o mesmo Senhor. Um legado de desconfiança e competição acompanharia o surpreendente crescimento do cristianismo nos séculos que se seguiram. Tudo isto deixa bastante a se ponderar.

Lembrar da Reforma deveria nos levar de volta para aquilo que a Reforma queria colocar no centro de vida de todas as pessoas, que é uma verdade simples em Jesus Cristo. Este ano é uma época para renovarmos nossa fé em Cristo e Nele apenas. Com esta confiança nós então estaremos prontos a realizar as perguntas difíceis sobre as coisas em nossas vidas e na vida de nossas igrejas que ficam no caminho de nossa partilha e celebração de fé Nele.

Lembrar da Reforma também deveria nos levar ao arrependimento de nossa parte na perpetuação das divisões. Tal arrependimento precisa estar ligado à ação destinada a se alcançar outras igrejas e fortalecer o relacionamento com elas. Este ano de aniversário propiciará muitas oportunidades para que façamos isto, começando com a Semana de Oração para a Unidade dos Cristãos.

Desta forma, nós chamamos para que todos os cristãos busquem se renovar e unir na verdade do Evangelho de Cristo por meio de nossa participação no aniversário da Reforma, a se arrepender pelas divisões, e, unindo-se Nele, para serem uma bênção a mundo em obediência a Jesus Cristo”.

Publicado em 17/01/2017 no site do Arcebispo de Cantuária.