Mensagem do Primaz sobre os Jogos Olímpicos

Rio 2016: De braços abertos e olhar crítico

A Olimpíada Rio2016 já começou! Trata-se de um evento que tem a finalidade de congregar os povos do mundo inteiro através da sadia competição em diversas modalidades individuais e coletivas, oportunizando o encontro, o conhecimento e a partilha da diversidade do mundo.

É a primeira vez que um evento dessa ordem é realizado no Brasil. E o mundo inteiro estará de olho em nosso país durante os jogos.

Sabemos também que a conjuntura brasileira não vive seus melhores dias. A crise política causada pela manobra golpista de afastar a Presidenta da República tem dividido o país e manifestações tem sido frequentes.

As consequências  da realização do projeto da Vila Olímpica com sérios desmandos e a manifestação de descontentamento por parte das comunidades populares da cidade do Rio de Janeiro, acrescido do forte aparato de segurança, criam preocupação social adicional à festa.

Peço aos anglicanos brasileiros e apelo aos irmãos anglicanos do mundo a orarem para que prevaleçam a paz, o respeito e a esportividade nesta festa especial do esporte. Para além das tensões políticas presentes no Brasil, que saibamos respeitar os atletas, os visitantes e todas as pessoas que fazem esse espetáculo. Oração que deve ser praticada em todos os momentos litúrgicos de nossas comunidades!

A Olimpíada deve ser momento para vivermos a festa do esporte. Precisamos de maturidade para realizar a crítica política com uma organização popular que tem como oponentes os gestores públicos e aqueles que fizeram da organização dos Jogos um meio de exploração, exclusão e acúmulo de riqueza em detrimento dos direitos das pessoas simples da cidade do Rio de Janeiro.

Que o Cristo Redentor, símbolo da cidade do Rio de Janeiro, não seja envergonhado! E que os braços abertos representem concretamente a natureza brasileira de acolhida a tanta gente que vem viver a beleza do esporte!

Francisco de Assis da Silva

Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Diocesano em Santa Maria

Publicado em 03/08/2016 pelo Serviço de Notícias da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.