Primaz de Hong Kong eleito novo presidente do Conselho Consultivo Anglicano

ACC-2016 LusakaO Arcebispo e Primaz de Hong Kong, Revmo. Dr. Paul Kwong, foi eleito como o novo presidente do Conselho Consultivo Anglicano – organismo legalmente constituído que une as igrejas anglicanas pelo mundo. Dr. Kwong iniciará seu novo papel ao final da atual reunião ACC-16 que acontece na Catedral da Santa Cruz em Lusaka, Zâmbia, até terça-feira.

O Arcebispo – o primeiro primaz em exercício a ser eleito para o cargo – disse que estava “profundamente honrado e humilde” por sua eleição.

“Penso que a questão mais importante que temos de trabalhar é manter a Comunhão unida”, disse ele, “e também trazer todas as pessoas diferentes – pessoas que têm diferentes visões de diferentes assuntos – unidas, para trabalharem e servirem juntas”.

O novo presidente disse que a Comunhão Anglicana existe por uma missão: “Este é o maior objetivo da Comunhão”, disse ele, “pois temos que servir a Comunhão a que somos chamados a servir. Nós temos que tornar a Comunhão relevante para o mundo; para as pessoas que somos chamados por Deus para servir. Penso que esta é a mais urgente questão a se realizar, independente das diferenças que tenhamos”.

Ele disse que a missão da Comunhão Anglicana se expressa por meio do discipulado, e ao se abordar questões de pobreza, tráfico humano e violência. “Há demasiadas coisas e nós temos que [enfrentá-las] para o mundo”, disse.

Ele explicou como sua experiência em Hong Kong seria uma vantagem para ajudar a Comunhão a se manter unida. Hong Kong – apesar de sua mistura das culturas orientais e ocidentais, era “basicamente uma comunidade chinesa”, disse. “A cultura chinesa é muita inclusiva. Normalmente, nós não julgamos quem está certo ou errado. Nós andamos juntos com aqueles que estão certos e também com aqueles que estão errados”.

“Por vir deste tipo de cultura, perspectiva e atitude, penso que eu provavelmente teria uma contribuição para a vida da Comunhão. Mas não sei o quão bem-sucedido serei, pois creio que apenas uma pessoa não consegue alcançar todas essas coisas. Para conseguir alcançar estes objetivos, para conseguir manter a Comunhão unida, preciso trabalhar com todas as pessoas do ACC e com os outros instrumentos de unidade”.

O Arcebispo Kwong é o primeiro primaz a ser eleito para presidir o ACC. Ele reconheceu que isto talvez seja uma preocupação para alguns – o ACC é o único organismo formal da Comunhão Anglicana que inclui leigos – mas disse que ser primaz lhe daria acesso aos outros Instrumentos de União – o Encontro de Primazes, a Conferência de Lambeth, e o Arcebispo de Cantuária.

“O papel do presidente do ACC não é apenas presidir as reuniões”, disse. “O presidente do ACC, como vejo seu papel e responsabilidades, é conectar as pessoas – ou reconectar as pessoas – da Comunhão”. Ele disse que os Instrumentos da Comunhão “não são independes uns dos outros” e precisam estar conectados uns aos outros “com o propósito de manter a Comunhão [unida], edificando a comunidade e tornando a comunidade relevante para o mundo”.

O Arcebispo Kwong recebeu 40 votos. O segundo colocado, Professor Joanildo Burity, do Brasil, recebeu 25 votos. O Arcebispo Kwong sucederá o Bispo James Tengatenga, que deixará o cargo ao final da atual reunião na terça-feira.

Texto escrito por Gavin Drake. Publcado em 15/04/2016 no site Anglican Communion News Service.